4 Hábitos para melhorar a Imunidade e como ela pode ser afetada

Tempo de Leitura: 6 minutos
Tempo de Leitura: 6 minutos

O sistema imunológico é responsável pelas defesas naturais do nosso organismo e ele virou o centro das atenções em tempos de pandemia. Ter uma imunidade em dia é vital para ajudar na luta contra a infecção, dizem especialistas ouvidos pela BBC News Brasil.

Segundo eles, são quatro os hábitos de uma “boa imunidade“. Confira:

1- Alimentação reforçada com alimentos que protegem o organismo

Impossível falar em imunidade sem mencionar também o poder da alimentação. Por isso, vale apostar, sempre que puder, em alimentos frescos e in natura, especialmente os vegetais. O alho e a cebola são uma dupla imbatível para melhorar a imunidade, e podem ser usados para temperar de tudo, não apenas o arroz com feijão, mas também entrar na finalização de uma salada (fatias de cebola crua, por exemplo).

alimentao-sistema-imunologico
Foto Reprodução: Pinterest

Outros alimentos também dão um reforço ao sistema imunológico, como a cúrcuma (açafrão-da-terra). Além disso, abuse das verduras cruas ou cozidas, que contribuem com fibras e muitas vitaminas e minerais. As fibras ajudam a manter o intestino funcionando bem e, assim, contribuem também para a eliminação de toxinas e dejetos, favorecendo a defesa do corpo.

O gengibre é outro alimento importante para reforçar o sistema imune, pois é digestivo e ajuda a combater infecções, como gripes e resfriados. Pode ser acrescentado a pratos salgados ou ingerido na forma de infusões, fica muito saboroso, especialmente com limão e mel. Mantenha o hábito de consumir alimentos ricos em probióticos, como produtos fermentados de maneira natural, (vinagre caseiro e conservas de legumes e verduras, além de kefir, kombucha e rejuvelac) ou mesmo o iogurte feito apenas com leite e fermento láctico.

Os probióticos ajudam a manter a microbiota intestinal saudável, e ela é uma das principais barreiras e micro-organismos patogênicos. Aposte ainda em verduras escuras, como couve, couve-flor e brócolis, e em tomates. Eles contêm muitos antioxidantes, que ajudam a combater os radicais livres e a fortalecer o organismo.

Evite os excessos como gorduras, álcool, cigarros, doces e muito sódio. Equilíbrio sempre!

2- Durma bem

O sono é um dos aspectos mais afetados quando o estresse toma conta. Mas dormir bem, e por um número de horas adequado (em geral, 8 horas, como recomendam os especialistas, variando ligeiramente de acordo com cada organismo) faz com que seu corpo tenha tempo para se regenerar.

dormir-bem-imunidade
Foto Reprodução: Pinterest

Vale lembrar que não adianta dormir sem qualidade. Por isso, evite assistir TV ou mexer no celular por horas a fio antes de dormir. Procure manter uma rotina de horários, dormindo e acordando sempre nas mesmas horas. É difícil? Sim. Mas o sono prejudicado faz com que seu organismo se desgaste ainda mais. Se você tem problemas crônicos de insônia, sua imunidade pode ficar bastante prejudicada.

Nesse caso, vale procurar um profissional de saúde para ajudá-lo a identificar as raízes do problema. Comer comidas pesadas e em grande quantidade, pouco antes de dormir, também prejudica o sono, assim como ir dormir com fome. O ideal é jantar algumas horas antes de ir para a cama e, caso sinta fome, tomar uma infusão de ervas, sem cafeína, como camomila e hortelã, ou mesmo um copo de leite morno com mel, que também favorecem o sono.

3- Beba muita água e chás

Consuma bastante água pura. A água hidrata, limpa o organismo, favorece os processos metabólicos e ajuda a eliminar toxinas. Não por acaso, quando uma pessoa está com uma infecção, seja ela um herpes ou uma gripe, um dos primeiros conselhos dos médicos é: tome bastante água, o dia todo.

agua-imunidade
Foto Reprodução: Pinterest

Se você não gosta ou não está acostumado a tomar água pura, deixe uma jarra com água mineral ou filtrada “temperada” com ervas frescas, como hortelã, alecrim e manjericão, e rodelas de limão e de laranja, além de morangos, pitangas, amoras, elas mudam o sabor da bebida, deixando-a mais agradável de consumir.

Ch-de-limo-com-Gengibre-para-aumentar-a-Imunidade
Foto Reprodução: Pinterest

Vale também preparar infusões de ervas como camomila, hortelã, erva-doce e outras plantas que não contenham cafeína. Alterne o consumo dessas infusões com água pura. E esforce-se para não adoçar as infusões, preferindo bebê-las puras. Com o tempo, seu paladar passará a aceitar melhor o sabor natural das ervas, dispensando o açúcar. Você consegue, acredite!

4- Fazer exercícios

Sim, exercícios físicos são fundamentais para ajudar a reforçar a imunidade. Mas não precisa se matar loucamente ou se forçar a se exercitar com algo de que não goste. Em vez disso, procure começar aos poucos: uma caminhada leve, de 30 minutos, já ajuda o corpo a funcionar melhor. Essas caminhadas ajudam em tudo, despertam o apetite, contribuem para o relaxamento do organismo e ainda auxiliam num sono melhor, mais profundo e reparador.

exercicios-imunidade
Foto Reprodução: Pinterest

Se possível, procure algum exercício que dê prazer, como dançar, praticar aulas coletivas. Na W7 Academia oferecemos aulas regulares de W7 Intense (Treinamento Funcional), Fit Dance, Muay Thai, Ritmos, RitBox e Power Abdômen. Elas são um sucesso e atualmente, estamos disponibilizando o agendamento da vaga para a aula via App FITI da academia. Respeitando o distanciamento com espaços demarcados, todos de máscara e cabelos presos. Uma dessas aulas com certeza irá te fazer bem e com o corpo em movimento.

Destacamos também para sempre consultar um médico antes de começar a atividade, para que ele avalie como anda sua saúde cardiovascular e indique opções de atividades que se encaixem no seu perfil.

Como funciona o Sistema Imunológico

sistema_imunologico
Foto Reprodução: Pinterest

Em linhas gerais, ele é um conjunto complexo de células, tecidos, órgãos e moléculas que cumprem funções específicas em uma resposta coordenada para neutralizar vírus, bactérias, fungos e parasitas — antes que sejam fatais.

Diante de uma nova ameaça, o corpo tem de partir do zero e construir as defesas necessárias. Mas, no caso de um vírus, este processo costuma ser mais demorado do que a velocidade com que este tipo de microrganismo se multiplica e infecta células.

“É uma corrida, em que o adversário avança mais rápido do que o sistema imunológico é capaz de desenvolver mecanismos de ação para combatê-lo”, afirma o imunologista Renato Astray, pesquisador do Instituto Butantã.

Isso não significa, no entanto, que a batalha esteja perdida. O sistema imunológico encontra com o tempo formas de acabar com a ameaça, como vem ocorrendo na pandemia de coronavírus.

Como nossa Imunidade é afetada

celula-de-defesa-imunidade
Foto Reprodução: Pinterest

Especialistas dizem que, quando dormimos pouco ou nos alimentamos mal, isso afeta o funcionamento de nosso sistema imunológico de diferentes maneiras. O mesmo ocorre quando deixamos de praticar atividades físicas ou sofremos estresse.

“Todos esses hábitos são importantes, mas destacam a necessidade de dormimos bem. É durante o sono que temos maior produção de células de defesa pela medula óssea. Estudos mostram que dormir menos de cinco horas por noite aumenta em quatro vezes a chance de desenvolver infecções respiratórias, como gripes e resfriados”, diz.

“Portanto, se você não está dormindo suficientemente, não está dando ao corpo a chance de se recuperar.”

Já ao praticarmos atividade física de intensidade moderada, liberamos hormônios que ajudam a regular nosso sistema imunológico. Por outro lado, quando não nos estressamos, nosso corpo deixa de produzir substâncias que o prejudicam. Por fim, ao seguirmos uma dieta balanceada, ajudamos a fornecer energia para o bom funcionamento de nossas células de defesa.

E por fim, os especialistas alertam para outro tipo de combate, contra a “desinformação”. Pânico NÃO, Prevenção e Cuidados SIM. Siga sempre essas 5 dicas:

  1. MÃOS: Lavar frequentemente
  2. COTOVELO: Usar para cobrir a tosse
  3. ROSTO: Não tocar e proteger com a máscara
  4. ESPAÇO: Manter a distância segura de 1,5 metros
  5. CASA: Saia com moderação

Procure meditar e relaxar, isso ajudará também nos cuidados da sua mente e corpo. Se você não consegue ou não gosta de fazer isso apenas em silêncio, há inúmeras opções disponíveis na Internet de meditações guiadas. Alongar-se antes de dormir, rezar ou conectar-se com sua espiritualidade, qualquer que seja ela, também são formas de relaxar a mente e o corpo.

E, assim, favorecer a limpeza diária do seu organismo, sua regeneração de órgãos e tecidos e a excreção de tudo o que não serve mais – dando aquela força para seu sistema imunológico proteger você de qualquer intruso. Acredite, isso logo irá passar!

E como ficar em casa não é desculpa para ficar parado, nós da W7 Academia estamos atentos cumprindo todas as normas de segurança. Venha treinar tranquilo, todos estamos preocupados e cuidando da saúde de todos.

Categorias

FAÇA SUA